MY NEW FOUND FORTY-TUDE

Foi no sábado. Eu acordei – ou melhor, fui acordada – com meu marido entrando no quarto ao som de Mr. Sinatra cantando Fly Me To The Moon, e carregando uma braçada de rosas ambiance com um cartão lindo e um monte de beijos e declarações de amor quentinhos do forno. Começamos bem. Pra mim já tava ótimo, bom a ponto de poder considerar o dia encerrado e ficar na cama até segunda, mas ele ainda me deu uma caixa enorme, que tinha dentro uma impressora/scanner/copiadora tão linda e preta e “muderna” que fiquei até com dó do nosso pobre computadorzinho. Ele, ao lado dela, ia ficar algo assim como o Danny De Vito de braço dado com a Halle Berry. Gatim pediu pra eu me vestir que a gente ia sair. Fui, com minhas roupinhas de office-boy habituais, achando que íamos almoçar, beber umas, enfim, passar o dia juntos, só nós dois, um dia que eu nem estava muito a fim de comemorar, pra falar a verdade. Logo vi que ele estava indo pra chácara do meu pai, e comecei a me espantar com a capacidade de dissimulação do lindo gatinho. Esperando pela gente lá, mais surpresas : além dos meus pais, irmãs e sobrinhos, alguns poucos e selecionados parentes, alguns poucos e queridíssimos amigos, um monte de comida deliciosa, altas sobremesas, incluindo a mundialmente famosa torta de banana da minha avó, e uns presentes que eu acho que não mereço, mas que me deixaram mais feliz que porco na lama. Eu tinha pedido panelas (a minha nova empregada continua dedicadíssima à tarefa de destruição de teflon, cabos e tampas iniciada pela antecessora – e mãe – dela), sapatos ou perfumes. Ganhei dois pares de sapatos, mais lindos do que eu esperava, das irmãs e da cunhadinha, um DVD com a primeira temporada de Friends do cunhado, o da TV Pirata da cunhadona, o livro novo do Umberto Eco do Artur e da Aunersa, brincos em forma de gatinho da minha afilhada e dois presentes daqueles que, puta merda, me deixaram tão feliz e tão sem graça que pra retribuir à altura eu teria que dar um rim ou uma córnea pros caras : uma caixa com 14 CDs e 2 DVDs do Chico Buarque de Hollanda, do meu amigo Leo, e um computador novo, lindo, preto e “muderno” do meu pai, cheio de programas legais - e lícitos -, tela de 17” e 80 GB de memória. Waaalll, pensei, se não fosse por mais nada, pelo menos agora a impressora Halle teria um PC Denzel pra se pendurar... apesar disso, digo sem demagogia que  mesmo que não tivesse ganho nada, foi um dia muito, muito bom. Se não fosse pela falta das minhas irmãs postiças, teria sido o melhor aniversário da minha vida. Pensando bem, acho que foi o melhor mesmo assim, tanto que o vermezinho de culpa e catastrofismo judaico-cristão que eu ainda crio resistiu ao uísque e à Fanta Uva com que eu tentei tonteá-lo e ficou sussurrando ao pé do ouvido do meu inconsciente individual e not-so-jung anymore que provavelmente eu iria bater o carro na estrada na volta ou ter um infarto pra contrabalançar a felicidade em que eu estava. Mas não bati, não tive indigestão, nem ressaca, nem crise, nem ataque de frescura. Com um pouco de sorte – and a little help from my friends – acho que minha década de 40 pode ser pelo menos tão boa quanto a de 30. Verdade que eu vou ter que comprar minhas próprias panelas, mas pelo menos já tenho a tampa perfeita, e ela tem o encaixe ideal, dá um grude delicioso (não tem teflon) e me acorda às dez da manhã no meu aniversário, com uma braçada de rosas e cantando Fly me to the moon / and let me play among the stars / Let me see what spring is like in Júpiter and Mars...



Escrito por Cynthia às 15h50
[] [envie esta mensagem]



AMÉLIA É QUE ERA FELIZ DE VERDADE

Eu já fiz umas coisas até legaizinhas na vida, principalmente no que diz respeito a trabalho, que nem eram nada de mais, mas que, por acontecerem mais cedo do que com a maioria das pessoas poderiam ser – e até foram – motivo de orgulho pra mim. Mas sinceramente, não tem nada que se compare ao orgulho e à enorme sensação de competência que se apossaram da minha pessoa quando :

 

1-    há cerca de um mês, consegui “flipar” panquecas, jogando pra cima e acertando de volta na panela na 1a tentativa;

2-     há coisa de três dias, ao “cortar” (com máquina) o cabelo do meu lindo gatinho sem que ele quisesse o divórcio por justa causa logo depois;

3-     várias vezes, de fazer um risoto absolutamente delicioso, daqueles de fazer os convidados rasparem a panela atrás de mais um pouquinho

 

e, last bot not least,

 

     4 - a que eu ainda vou sentir,  hoje ou amanhã, ao fazer um petit gâteau de doce de leite PERFEITO. Torçam por mim.    
  

Escrito por Cynthia às 14h18
[] [envie esta mensagem]



LIBERDADE, AINDA QUE À TARDINHA

ou MEU DOCE VÍCIO, AQUI VOU EU...



Escrito por Cynthia às 15h57
[] [envie esta mensagem]



PRESSÃO ALTA, RUBOR E PALIDEZ ALTERNADOS, SUOR QUENTE E ADRENALINA NA LUA

Voticontá, se todo mundo tivesse a mesma reação que eu a cândidas propostas de comportamento desonesto*, ou este seria um planeta 100% correto... ou 100% corrupto, porque os "otários" como eu iam todos morrer de síncope no primeiro contato com um cara-de-pau salafrário sem noção e sem caráter desses que pululam por aí, por aqui, por todo lado.

*E olha que nem tinha dinheiro envolvido...



Escrito por Cynthia às 12h56
[] [envie esta mensagem]



A IMPORTÂNCIA DO VOTO

Os velhinhos ensandecidos do meu prédio resolveram - depois de quebrar a casa do zelador pra fazer um salão, ou salinho, sei lá eu, de festas; pintar o exterior do edifício de arara alucinada e daltônica fantasiada para o carnaval por Clóvis, o Bornay, e o interior de praia de Miami como cópia mal-feita da visão artística de um pintor/caminhoneiro pedófilo e ultra-míope fugitivo da polícia - instalar hidrômetros individuais. Para poupar uns dez reais por mês nas respectivas contas (afinal, múmia não usa chuveiro, usa aspirador de pó) vão fazer cada condômino gastar quase mil , além de colocarem os pedreiros mais ineptos do planeta pra furarem nossos tetos e paredes, passando caninhos horrorosos e EXTERNOS por todo o apartamento e deixando quilos de pó, buracos feitos nos locais errados - se vocês pensam que depois do 20o apê eles já poderiam ter aprendido onde ficam os canos, pensaram igual a mim, e erraram também - e uma gata completamente histérica no seu rastro Atiliano de destruição. Graças a essa brincadeira, já ficamos sem água duas ou três vezes, o barulho é constante, a taxa de condomínio, já ridícula num prédio daquela idade e "catiguria", ainda vai aumentar um bocado por meses e, por fim, os elevadores estão o tempo todo parados em algum andar e imundos com o entulho que eles produzem. Nisso é que dá não ir a reuniões de condomínio.



Escrito por Cynthia às 14h08
[] [envie esta mensagem]



I AM THE SQUIRREL



Escrito por Cynthia às 13h41
[] [envie esta mensagem]



ARTIGO 22

ou JE ME DÉFENDS

 

ou ainda EU FALO SOZINHA SIM, E DAÍ ?

 

 

Não é que eu seja consumista nem tenha nascido com o “gastador” disparado, como diz minha mãe. Mas sou mulher, portanto anatomicamente impossibilitada de ignorar uma liquidação ou coisa parecida; geminiana, portanto louca por surpresas e novidadeira por determinação astral; serpentina (hohoho) no horóscopo chinês, portanto eternamente fascinada por comunicação, cultura e letras; filha do meu pai, portanto geneticamente tarada por livros; filha da minha mãe, portanto incapaz, desde o fundo das minhas moleculazinhas de DNA, de recusar uma boa pechincha; mulher do meu marido, portanto aprioristicamente perdoada por excessos consumistas no que se refira a literatura; e por fim, humana, oras... e depois, convenhamos, qualquer pessoa que vá ao supermercado com a cândida disposição de comprar refrigerante e, ao passear por entre as gôndolas, veja livros de Julio Cortázar, Alice Hoffman, Don de Lillo, Heloísa Seixas, John Reed, John Updike e David Mamet, entre outros, com boas encadernações e edições e com preços variando entre R$ 6,90 e R$ 9,90,  sabendo que qualquer revistinha que trate da vida emocional/sexual/débil mental de celebridades custa isso, e que uma descartabilíssima bobagem coelho-zahirística não deve sair por menos de R$ 35,00 é ou não é basicamente, moralmente, astrologicamente, geneticamente e espiritualmente obrigada a comprá-los ? Foi o que eu disse. Coação irresistível. E cala a boca, superego.



Escrito por Cynthia às 10h33
[] [envie esta mensagem]



ATÉ O TALO

Procurando imagens pra ilustrar o post abaixo, descobri, por acaso, que se algum dia uma pessoa sofre um acidente e se torna um vegetal, isso não é motivo pra perder a alegria de viver. Deixa o pessoal anti-eutanásia descobrir isso : http://www.masher.co.uk/Misc/Humour/Pictures/rude_vegetables.htm

É, eu sei. Eu não presto.  Mas sua salada também não.



Escrito por Cynthia às 13h32
[] [envie esta mensagem]



ORA, BOLAS

Pelamor de Zeus, alguém me explica. Se hoje no Brasil em toda esquina tem um curso de inglês, se em todo centro de compras - ops, shopping - tem sales com 50% off, se todo fast-food tem delivery, se todo professor de educação física virou personal trainer  - e às vezes até com dois nn, o que quer que signifique isso - , todo cabeleireiro um personal hair stylist ou hairdresser e muitos motoristas de madame já deixaram de ser chauffeurs (que nem são mais demodé, são yesterday's news, babe) e viraram uns personal fuckers, enfim, se a colonização cultural já chegou ao ponto de brasileiros falarem, como elogio, que fulano ou sicrana é cool, qual é a desculpa pra ainda existir uma cueca (of all things, hohhoho) chamada MASH ?!



Escrito por Cynthia às 13h06
[] [envie esta mensagem]



CALLING CATWOMEN

Descoberto antidepressivo natural e gratuito para mulheres - e para os homens privilegiados com o gene da elurofilia.



Escrito por Cynthia às 12h52
[] [envie esta mensagem]



MSN NEWS & COMEDY

*** diz:

Preciso de uma ajuda. Um diretor de arte legal pra trabalhar aqui. Indica um, por favorrrrrrr. O  *****  já está espirrando. Argentinismos à parte, foi tão legal trabalhar com alguém que entende de direção de arte...

Cynthia diz:

Que foi, ele não güentou o **** ?

*** diz:

Por incrível que pareça, foi o **** que num guentou ele.

Cynthia diz:

   HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA...

(e rindo direto desde então. Sweet, sweet double-edged revenge...)


Escrito por Cynthia às 14h43
[] [envie esta mensagem]



MA BARKER TO YOU

Quem embarcou e acreditou 100% na minha deblateração contra filhos, afilhados e assemelhados humanos uns posts abaixo que me desculpe, mas um sentimentozinho maternal de vez em quando é inescapável, até pra mim. Por exemplo, eu sei que não tenho nada a ver com o fato do meu ex-redator júnior - o  Júnior – querido ter ganho ouro e feito uma outra peça finalista no Festival do Clube de Criação de Portugal. Mas que eu tô orgulhosa como se tivesse criado o menino, isso eu tô. Dá-lhe, gajo. Mostra aí aos bacalhaus o que é que o pequizinho tem, hohoho...

Escrito por Cynthia às 13h57
[] [envie esta mensagem]



COMPATIBILIDADE NEGOCIADA

 

Ele Kurt Weill

Ela Kurt Cobain

O casal Kurt Vonnegut

 

Ele Lévi-Strauss

Ela Leibnitz

O casal Leon Tolstoy

 

Ele Amadeus

Ela A má educação

O casal Amarcord

 

Ele Velásquez

Ela Vermeer

O casal Vênus de Milo

 

Ele compassivo

Ela comodista

O casal comediante

 

Comme il faut

Não se compara

Se comove.

Sim, este post cara-de-pau foi descaradamente "inspirado" nas Etilíricas dos Hipopíntamos© e no poema Tu e Eu, de um dos deuses do meu Olimpinho (pobre, porém etc.) particular.

©Copyleft Pinto.



Escrito por Cynthia às 15h40
[] [envie esta mensagem]



MS. ANTHROPA, I PRESUME.

ou O DIA DAS MIÃUS SOB UMA ÓTICA HUMANO-PESSIMISTA

A desvantagem de só se ter uma filha, e quadrúpede, e felídea, e siamesa, ainda por cima, é que a gente não ganha presente no segundo domingo de maio - a não ser que você considere uma customização  feita por ela própria, deitando em cima, soltando pêlo e transformando sua blusa preta preferida num felpudíssimo suéter de cat-shmere como presente. A vantagem é que ela não chora à noite. Nem suja fralda. Ah, e que graças a Zeus e a São Francisco - sincretismo é isso, baby - não dá aqueles gritinhos que vão ao ultra-som. Nem traz amiguinhos sem educação pra casa. Não precisa de festas de aniversário. Não fica respondona à medida que cresce. Não assiste à Xôxa, Hell-iana nem qualquer outra loura-sexy com Q.I. de dois dígitos e hebefrênica/simpática profissional. Não pede o CD da Quélli Chave-de-cadeia, nem o tamanquinho da Schxeyllah do El Tião, a sandalinha da Galinsteu, o celular da Peïtchen, o shampoo da Raicoparta e nem se declara uma criança infeliz e maltratada se você disser que não. Não canta "a moda agora é namorar pelado". Não usa batom vinho nem esmalte azul-marinho-cintilante. Não tem vergonha da gente. Não mata aula, não toma bomba, não toma cachaça,  não usa drogas, não pede dinheiro, não subtrai dinheiro, não rouba as chaves do carro, não anda em más companhias - exceto as nossas próprias -, não recusa carinho, não vota no PFL, e pensando bem, nem no PT, não faz tatuagem, não transa sem camisinha (nem com, na verdade), não engravida aos 14 anos, não faz aborto com Cytotec, não se casa com o cara errado, não continua casada com o cara errado, não larga o cara certo porque a vida tava chata sem conflitos, não some no mundo, não volta pra casa pra que recolhamos seus pedaços, não faz nosso coração em pedaços, não guarda rancor, não gasta nossa parca aposentadoria com roupinhas de griffe, não se esquece da gente, não nos coloca no asilo, não se esquece de ligar, não perde a paciência com nossos lapsos de memória, não revira os olhos de tédio quando contamos a mesma história pela terceira vez, não acha ridículas nossas roupas/cabelos/móveis/músicas, não tem nojo das nossas dentaduras mal encaixadas, não tem que fazer força pra chorar no nosso enterro, não briga pela herança, pelas nossas jóias, pela escritura do apartamentinho no setor Sul, não nos culpa pelos seus próprios fracassos, não nos recrimina pelos nossos. Pensando bem, quem precisa de presente ? Licença, meninos. Vou ali abraçar minha filha, com força. Até ela miar. 



Escrito por Cynthia às 19h31
[] [envie esta mensagem]



A FAREWELL TO ARNS (desculpem a intimidade, mas eu não perco um trocadalho por nada.)

Sacanagem. O brilhante, grande, magnífico, talentoso, cínico, cáustico, terrível, preciso e divertido cartunista Arnaldo vai fechar o mau humor. Vai fazer a maior falta. Como última homenagem, posto aqui minha charge preferida do site moribundo - que além de certeiríssima, é perfeita pra dar canelada naquele tipo de pessoa que lê mal e rápido, não entende o que leu e ainda sai tecendo considerações equivocadas e fazendo diagnóstico furado e raio-x da personalidade de quem não conhece. Se algum destes aparecer no seu blog*, responda com Arnaldo... enquanto ainda se pode encontrá-lo.

*Ah, é sempre bom avisar : NÃO, isto NÃO aconteceu comigo nos últimos meses, nem é recado cifrado pra ninguém que costume vir aqui. É só recordação, constatação e prevenção.

 

 



Escrito por Cynthia às 08h16
[] [envie esta mensagem]



SÓ PENSA NAQUILO

Liam Neeson está com dois filmes em cartaz. Um sobre cruzadas, o outro sobre trepadas. Acho que não vou ver nenhum dos dois. Não sou muito de filme pornográfico...



Escrito por Cynthia às 08h09
[] [envie esta mensagem]



RADICAL DE CENTRO*

OU DECLARAÇÃO DE PRINCÍPIOS DO PLNO**

 

 

Quando eu uso esses termos pra me definir, tem gente que acha que é um jeito de correr da raia, uma confissão de alienação, ou, já que eu sou publicitária, que não passa de pose ou de jogo de palavras de 5a categoria. Não é não, é a pura verdade. Sou de centro mesmo e sou radical mesmo, do tipo que se irrita absurdamente com quem pensa diferente, e confesso que adoraria ter o poder de convocar um paredão – no estilo Fidel, não Bial – para dar bom e rápido fim aos radicais de qualquer outra denominação que não a minha. Odeio quem segue e defende qualquer doutrina cegamente, seja ela a do Sé-Bento XVI ou a do Camarada Mao (aquele muito, muito mau). Mas não paro por aí. Tenho pavor de tudo e todos que se acham donos da verdade, seguidores dela, os eleitos, os dirigentes, os messias ou os que acham que o mundo deveria ser 100% branco - ou 100% preto. Eu sou a favor do CMYK plus Flicts, com 18 trilhões de graduações, só pra começar. Sabe o que eu acho dos partidários ferrenhos do que quer que seja ? Lá vai, mas já vou avisando que não é nada pessoal, viu – até porque os tipos que vou listar a seguir não freqüentam meu humilde muquifo, aqui.

 

Acho a esquerda burra e chata, e a direita mau-caráter e pedante; os religiosos que acham que só eles sabem a verdade e se crêem no direito de mandar na vida dos outros uns demônios, e os ateus que se acham superiores aos que têm fé, qualquer fé, uns babacas; os punkzinhos de butique que decretam que o mundo é podre e só o feio, o deprimente e o sujo valem a pena eu acho um tédio, e as patties-meigas que enxergam o planeta em vários tons asquerosos de cor-de-rosa-barbie, umas retardadas; os defensores do politicamente correto às raias do surreal uns hipócritas imbecis, e os racistas/machistas/feministas/elitistas/populistas extremados uns idiotas perigosos; os pró-Lula a qualquer custo  uns surdos, e os anti-Lula a qualquer preço uns cegos; os niilistas uns chatinhos, e os edificantes um (vários) chute(s) nos ovos; os moralistas uns falsos risíveis e perigosos, e os que não perdem uma chance de se declarar - e instigar os outros a serem - hiper-mega-ultra-pluri-pan-sexuados exibicionistas uns bobos; os que acham que só no amor se pode ser feliz uns coitados, e os que odeiam até a idéia de amor, compromisso e fidelidade uns pobres-coitados; os que tratam bem a todo mundo, inclusive a quem não merece, uns abestados, e os que tratam mal a todo mundo sem razão uns paquidermes escrotos; os americanófilos sem filtro uns ridículos, e os americanófobos sem abertura uns tontos; os patriotas-porque-sim  uns dementes, os partidários do Brazil-unter-alles uns palermas; os esnobes intelectuais uns palhaços, os que amam o axé, o pagode e o trash uns cretinos; os que se acham melhores que os outros, poderosos eméticos, os que se acham inferiores aos outros, provavelmente certos – mas só por causa disso. Enfim, odeio todo mundo que se deixa ou faz questão de se rotular; que é capaz de cortar a própria carne e enclausurar a própria mente para melhor se encaixar em moldes e estereótipos ditados ou sugeridos por outros; abomino quem acredita cegamente, sem questionamentos, no que alguém disse ou escreveu há séculos, milênios ou ontem de manhã. Desprezo do fundo do meu coração quem prefere seguir o pensamento dos outros a pensar sozinho.

 

Por outro lado, amo quem tem coragem pra mudar de idéia, de lado e de opinião, não porque isso possa lhe trazer mais vantagens, dinheiro ou glória, mas porque se convenceu de verdade de que estava equivocado antes. Principalmente se, acompanhando essa mudança, vier uma constante dúvida de que algo, qualquer coisa, possa vir a ser uma verdade universal e imutável pelos séculos dos séculos, amém. Venero quem nunca diz amém. Admiro quem se reconhece e se admite incerto, dúbio, falho, vacilante, mas que nem por isso desiste de buscar alguma verdade e de se comportar dentro da ética mínima de “não faça aos outros o que não gostaria que te fizessem” – com exceção dos masoquistas, dos anoréxicos e dos suicidas, claro. Resumindo, amo os humanos, odeio os robozinhos e venero, adoro e amo quem sabe rir e nos fazer rir de nossa própria humanidade - e da robozinhicidade que sempre atribuímos aos outros...

 

* Post-desabafo disparado por um blog cujo e-ndereço eu não vou dar porque acho que não se deve ampliar a voz dos imbecis, mas que tem, em seu disclaimer, as seguintes pérolas : Este local (sic) foi criado como uma resposta a um site de duvidoso valor, entitulado (sic) ‘Os Malvados’ (,) do cartunista André Dahmer (grifo e link meus). Chega de ‘tirinhas’  obsenas (sic) e imorais. Chega da degradação aos (sic) valores Cristãos. Contra os ‘Malvados’, sejamos ‘Bondosos’ ! Aaaaaaaarrrrrggggggh.

 

**Partido dos Lunáticos Não-Ortodoxos, segundo Linus Van Pelt, criador e presidente vitalício do partido.

 



Escrito por Cynthia às 14h07
[] [envie esta mensagem]



BÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉ

Notícias ruins são carneiros : feios, burros, comuns e só andam em bando. Notícias boas são tigres : lindos, espertos, raros e solitários. Ah, e claro, a cada dia mais próximos da extinção total.



Escrito por Cynthia às 07h36
[] [envie esta mensagem]



[ ver mensagens anteriores ]





Meu perfil
BRASIL, Mulher, de 46 a 55 anos, Portuguese, English, Cinema e vídeo, Livros


 


Histórico
01/05/2017 a 31/05/2017
01/02/2017 a 28/02/2017
01/01/2017 a 31/01/2017
01/11/2016 a 30/11/2016
01/09/2016 a 30/09/2016
01/06/2016 a 30/06/2016
01/05/2016 a 31/05/2016
01/04/2016 a 30/04/2016
01/02/2016 a 29/02/2016
01/11/2015 a 30/11/2015
01/09/2015 a 30/09/2015
01/08/2015 a 31/08/2015
01/07/2015 a 31/07/2015
01/06/2015 a 30/06/2015
01/03/2015 a 31/03/2015
01/11/2014 a 30/11/2014
01/10/2013 a 31/10/2013
01/09/2013 a 30/09/2013
01/05/2013 a 31/05/2013
01/02/2013 a 28/02/2013
01/10/2012 a 31/10/2012
01/08/2012 a 31/08/2012
01/07/2012 a 31/07/2012
01/05/2012 a 31/05/2012
01/02/2010 a 28/02/2010
01/01/2010 a 31/01/2010
01/12/2009 a 31/12/2009
01/09/2009 a 30/09/2009
01/07/2009 a 31/07/2009
01/06/2009 a 30/06/2009
01/05/2009 a 31/05/2009
01/04/2009 a 30/04/2009
01/03/2009 a 31/03/2009
01/02/2009 a 28/02/2009
01/01/2009 a 31/01/2009
01/12/2008 a 31/12/2008
01/11/2008 a 30/11/2008
01/10/2008 a 31/10/2008
01/09/2008 a 30/09/2008
01/08/2008 a 31/08/2008
01/07/2008 a 31/07/2008
01/06/2008 a 30/06/2008
01/05/2008 a 31/05/2008
01/04/2008 a 30/04/2008
01/03/2008 a 31/03/2008
01/02/2008 a 29/02/2008
01/01/2008 a 31/01/2008
01/12/2007 a 31/12/2007
01/11/2007 a 30/11/2007
01/10/2007 a 31/10/2007
01/09/2007 a 30/09/2007
01/08/2007 a 31/08/2007
01/07/2007 a 31/07/2007
01/06/2007 a 30/06/2007
01/05/2007 a 31/05/2007
01/04/2007 a 30/04/2007
01/03/2007 a 31/03/2007
01/02/2007 a 28/02/2007
01/01/2007 a 31/01/2007
01/12/2006 a 31/12/2006
01/11/2006 a 30/11/2006
01/10/2006 a 31/10/2006
01/09/2006 a 30/09/2006
01/08/2006 a 31/08/2006
01/07/2006 a 31/07/2006
01/06/2006 a 30/06/2006
01/05/2006 a 31/05/2006
01/04/2006 a 30/04/2006
01/03/2006 a 31/03/2006
01/02/2006 a 28/02/2006
01/01/2006 a 31/01/2006
01/12/2005 a 31/12/2005
01/11/2005 a 30/11/2005
01/10/2005 a 31/10/2005
01/09/2005 a 30/09/2005
01/08/2005 a 31/08/2005
01/07/2005 a 31/07/2005
01/06/2005 a 30/06/2005
01/05/2005 a 31/05/2005
01/04/2005 a 30/04/2005
01/03/2005 a 31/03/2005
01/02/2005 a 28/02/2005
01/01/2005 a 31/01/2005
01/12/2004 a 31/12/2004
01/11/2004 a 30/11/2004
01/10/2004 a 31/10/2004
01/09/2004 a 30/09/2004
01/08/2004 a 31/08/2004
01/07/2004 a 31/07/2004
01/06/2004 a 30/06/2004
01/05/2004 a 31/05/2004


Outros sites
Gatim Forever
Fal
Scarlet Cam
Crônicas Urbanas
Ma Helena & Chris
Smorgasblogs
Fridas
Marcio Gaspar
Avant dernière
Zeno & Pinto
Ratapulgo
Mau humor
Mme Mean (& Belly !)
Max
O Bagaço da Laranja
Inagaki
Solange
Jean Boechat
Rozzana
Malvados
Catarina (with a ghostwriting mum)
Yara
Milton Ribeiro

rmx, el pupo et al
Catarro Verde
Cláudia Lyra
Patty Diphusa
Blog da Xará
Dito assim
Hermenauta
Paula
Claudio Luiz
l.
Carla
He Is Evil
Edu
Kris
Lu
Renata
Idelber
Lola
Pausa
Sambambaia psicótica
Rubão
Beth
LuiGu
Tec
Silvana
Uh Baby
Celinho
Dalva
Carol
Reverberações
Adrina
Viking Zen
Deh
Zé da Goma
Bela
Calexico
Googa Alayon
Meg Marques
Nervocalm gotas
Non importa dove
Tati Perolada
Pedro
Jojo
Dra. Cristiane
Tuca
Pat Köhler
Marcos VP
Cyn City - The old town
BBC (Ivan Lessa)
Mutts
Post a secret
Cattoons
Orneryboy
Her !
Rose is Rose
Clientcopia
Comix w/o words
Cute (kids') games
AJUDE O INSTITUTO CISNE
Zé Simão







UOL
adopt your own virtual pet!