A OUTRA FACE

Tá escrito aqui no UOL que o tal Cornellius vai escrever pro maratonista brasileiro cuja vida ele fodeu pra "pedir desculpas". Não sei se o Wanderley lê ou fala inglês, mas se não falar, alguém, pelamor, posiciona uma dália pra ele ler na hora da coletiva - que certamente vai haver, com idiotas perguntando como ele está se sentindo e o que ele gostaria de dizer pro ex-padre (uma vez babaca...) -, com o seguinte texto :

 

Iú quen chouv iór apólogiz ‘ráit ap iór ess, mesta.

 



Escrito por Cynthia às 13h57
[] [envie esta mensagem]



DOWN WITH URANUS

Tanta gente por aí virada pra lua e eu, ó :

There is no doubt that you will feel pulled between home and career at the time of this full moon, because Uranus will oppose the Sun.

That must be the reason why it's (figuratively speaking, of course) burning ! E ainda dizem que astrologia é muito vaga e quando acerta é no tapa... olha essa : só faltou dar meu RG e CPF...

If you are born on May 28, you may feel more tension than other members of your sign.

Ok, now tell me something new, darling. Ah, pra quem se interessar, é aqui.



Escrito por Cynthia às 13h28
[] [envie esta mensagem]



MOMENTO (DRAMA) QUEEN

ou LOOK, FREDDIE, THE MERCURY IS RISING...

Just gotta get out

Just gotta get right out of here...

 



Escrito por Cynthia às 14h08
[] [envie esta mensagem]



O PODER DA MARCA ou BITE ME

É assim : já que tá locando uns filminhos, você resolve levar um sorvete também, contra tudo o que a balança e seu bolso aconselham. Abre a vitrininha gelada lá e olha o sorvete. Seu signo e ascendente se juntam pra fazer um diálogo que é mais um tetrálogo : Uau, o que é isso ? Sorvete de Chá Verde... esquisito isso, não ? Mas é Häagen Dasz, só pode ser bom. Por que não levar outro ? O de Tiramisu, o de Belgian Chocolate, o de Pralines and Cream (aiaiai) você já conhece e ama, mas todos têm coisas que fazem mal à sua gastrite. O de morango, o Cookies sei lá das quantas e o de Dulce de Leche você não gosta. E esse chá verde, hem ? A cor é bonita. Mas a de Campari também e ele tem gosto de pesadelo. Chá verde é saudável. Óleo de fígado de bacalhau também. Eles têm know-how, claro que saberiam “consertar” o sabor se fosse o caso. Sei. Não é isso que a sua mãe fala dos dotes culinários dela com relação ao jiló ? O marido te olha, não condenando, porque ele é um anjo sem asas (e com sexo, claaaaro), mas sinalizando que tá na hora de ir. Será que eu levo ? Bom, já que tô desrespeitando dieta, orçamento (22 “reau” um potinho assim !!) e bom senso, pelo menos sejamos hipócritas o suficiente pra levar um sorvete de sabor “saudável”, o de chá verde, porque afinal de contas, é Häagen Dazs. E menos de 20 minutos depois, descobre como seria o gosto do sorvete de brócolis, abobrinha ou espinafre dormidos fora da geladeira, se algum doido os inventasse. O que te salva é que você é uma gorda gulosa sem-vergonha, e mais no fundo do congelador tem um modesto sorvetinho que, apesar de ser feito com leite de soja e custar cerca de ¼ do preço do HD, é bastante gostoso (e é Kibon), e é de maçã, que, como todo mundo que já se obrigou a tomar suco de beterraba, cenoura e outros bichos feitos na centrífuga sabe muito bem, melhora o gosto de praticamente qualquer coisa. Lições aprendidas : a) marca não é tudo na vida, b) se é saudável não pode ser gostoso e c) melhor um sorvete de soja com gosto de maçã do que um chiquérrimo com gosto de lavagem.



Escrito por Cynthia às 13h08
[] [envie esta mensagem]



WAKE UP CALL

Saindo de (mais) uma reunião daquelas que deixam a gente com ódio do mundo, em que a gente fala mais do que deveria e bem menos do que gostaria, se odiando por não ter coragem de pedir o boné, e até o fofo do Kenny Wayne canta e repete e repete no meu ouvido, with feeling : BABY, YOU'VE HAD ENOUGH...



Escrito por Cynthia às 09h49
[] [envie esta mensagem]



MANUAL BOIANÊS DE TRÂNSITO

Elaborado a partir do profundo mergulho de quase duas décadas nesse trânsito de @#$&@#$¨&.  

Preferência : local onde você escolhe se prefere deixar o outro motorista passar ou não.

Cruzamento : faça o sinal da cruz, feche os olhos e enfie o pé no acelerador.

Faixa de pedestre : aquele tapetinho listrado debaixo do semáforo, pra descansar os pneus dianteiros do seu carro. OU, se você for pedestre, aquele enfeite lá no meio da rua, onde é proibido pisar. Desde que você jamais pise nele, atravesse onde quiser, de preferência bem devagar, feito vaca em estrada de terra. Se for mulher e tiver menos de 50, rebole, converse, take your own sweet time, e nem olhe pros lados. Você é gostosa demais pra morrer atropelada. Se for homem, vá gingando, deixe o cabelo na cara e não corra pra calça não subir e você ficar mais de 5 segundos sem mostrar a cueca para o mundo.

Sinal vermelho : só pare se no cruzamento em questão houver uma daquelas maquininhas fotográficas dedo-duro dessa maldita indústria de multas ou se vier ônibus ou caminhão em alta velocidade na transversal. Neste caso, enfie o dedo no nariz, sintonize programa evangélico ou coloque um CD de música sertaneja, brega ou axé-bunda no último volume e fique encarando os motoristas parados ao seu lado. Se estiver de moto, não pare de jeito nenhum. Morra, se for preciso, mas não deixe que uma luzinha colorida à toa ouse mandar em você.

Sinal amarelo : corra, feche os outros carros, vire sem sinalizar, faça o que for preciso, porque obviamente ele não vai ficar verde nunca mais e você vai morrer aí mesmo, de sede, inanição e coberto de teias de aranha.

Sinal verde : ande o mais devagar que puder, de preferência do lado esquerdo da via, até ele ficar amarelo. Nesse momento, acelere e deixe todos que vinham atrás de você parados lá, os bobocas.

Faixas : essa é pra ver se você é bom de equilíbrio : as faixas longitudinais das ruas devem ficar sempre exatamente no centro do seu carro. Mantenha os pneus da esquerda de um lado dela e os da direita do outro. Além de tudo, a rua fica bem mais espaçosa pra você, com dois carros no máximo andando onde poderiam caber três.

Árvores : podem ser usadas como freio ou como sombra. Neste último caso,  sempre que se vir forçado a parar num sinal vermelho, e mesmo que seu carro tenha ar condicionado, pare sempre debaixo de uma árvore para aproveitar a sombra, ainda que o trecho de rua seja pequeno e o carro à sua frente esteja a cinco, seis metros de distância. Os de trás que se virem. Afinal, eles fariam o mesmo se fossem você.

Pisca-alerta : aquela “lamprinha” que fica na traseira. Sempre que o motorista perto de você piscar a dele, acelere e não dê espaço. Ele está querendo mudar de faixa e passar na sua frente, coisa inadmissível. Por motivos óbvios, não use nunca, do contrário quem souber onde você pretende virar também vai fechá-lo.

Carro importado : se você tem, dirija como quiser, ande bem no meio da rua, entre na contra-mão, assuste velhinhas, aterrorize motoqueiros, faça e aconteça. Você pode, e os pobres que se fodam. Se você não tem, ao ver um, pare e deixe que ele se afaste o máximo possível antes de voltar à rua.

Carro velho, batido, com marcas de tiros ou faltando pedaços da lataria :

Você pode agir basicamente da mesma forma que os donos de carro importado. Afinal, se você bater, pouco importa de quem é a culpa, você não vai pagar mesmo.

Ônibus, caminhões : V. carro importado e carro velho, batido etc.



Escrito por Cynthia às 15h57
[] [envie esta mensagem]



WHAT'S IN A NAME ?

Andar pela cidade nessa época é certamente irritante, mas ao mesmo tempo é divertido. A coleção de bandeiras, outdoors e adesivos de carros anunciando candidatos com geek faces e freak names é maior do que minha memória alcança, mas vou tentar dar uma amostrinha pra vocês. Ignoremos o wannabe prefeito Sandes J*nior – cujo nome sempre faz eu me perguntar se seus irmãos se chamam, por exemplo, “Chitãozinhes X*roró” ou “Penabranques Xavantinho” – e as centenas de Edmilsons, Modestos, Eternos, Divinos (eu só voto quando começarem a aparecer candidatos chamados Fabuloso, Vitaminado, Absoluto e Necessário, hohoho) e nos restrinjamos a um passar de olhos por outros menos ambiciosos, que só querem ser vereadores, por exemplo : Gilmar Mota (cacófato incontornável) Neuribaque, Alsueres, Welzo, Richard Nixon (!). E ainda tem outros, de eleições passadas, mas de cujo nome eu ainda me lembro... tinha um chamado  – juro, não estou brincando – Xiliéfilis, e outros dois que atendiam pelos normais-porém-desnaturados nomes de Mattos Neto e Castro Filho. E aí, quem puder me responda : por que é que todo guri batizado com um nome especialmente escroto tem o irresistível impulso de se candidatar a cargo público ?



Escrito por Cynthia às 08h02
[] [envie esta mensagem]



TORTURA LOGO MAIS

Choques nas costas, dedos de ferro pressionando meus pontos mais doloridos, quase-queimaduras de charuto, luz intensa, infra-vermelho. Passei por tudo isso, e não cedi. Mas torço pra que consigam fazer eu me entregar. Também deve ter sido mais difícil porque, até então, eu era virgem : sim, ontem foi minha primeira sessão de shiatsu. Com 39 anos de stress nas costas – e na nuca, principalmente - , 12 dos quais passados com o namorado vindo dos infernos, também conhecido como Monstro do Pântano, e 21 com a profissão mais irritante que eu poderia ter escolhido (pra ser totalmente sincera, só os últimos 9 têm sido uma merda, no começo era ótimo), a coisa não foi fácil. Me sinto um pouco melhor hoje, mas guess what, pra que eu recomece a virar gente, amanhã tem mais. E depois, pelo menos mais três sessões, uma por semana, até que eu possa funcionar normalmente com apenas uma por mês. Compensa muito, já que o pacote de 5 sessões custa só 10 reais a mais do que uma única consulta com meu psiquiatra, Dr. Gato, mais do que uma de terapia comportamental – caso eu decidisse fazer isso – e certamente menos do que uma pistola pra eu dar onze tiros na cara da anta agônica do meu chefe. Mmmmmmm, sweet bloody dreams...



Escrito por Cynthia às 09h47
[] [envie esta mensagem]



SALÁRIO EMOCIONAL for dummies



Escrito por Cynthia às 12h38
[] [envie esta mensagem]



SMELLS LIKE CHEF SPIRIT

Sábado, risoto de camarão e abobrinha ao açafrão. Domingo, legumes com camarão (sobrou, né ?!) com gostinho nipônico, na minha – finalmente inaugurada – wok. Feitos por mim. E sabe o melhor ? Ficaram DELICIOSOS. Gatim repetiu, tripitiu, elogiou e ainda ajudou cortando cebolas e vegetais. E como se não bastasse, esse momento nostálgico da tia Anastácia aqui me deu um ego boost de que eu tava muito, muito precisada. Com cinco anos de empregada mãos-de-martelo que adora brincar de esconde-esconde e quebra-quebra com todos os meus gadgets, eu tinha desistido de cozinhar e me esquecido desse detalhe tão pequeno de minzinha : I kick serious ass in the kitchen department, kids.



Escrito por Cynthia às 08h01
[] [envie esta mensagem]



EU, VEPÊ (de programação de grande rede)

Eu sempre gostei de situações que envolvam role reversal e acho que elas são eternamente atraentes, pelo menos para quem não tem alterofobia (não sei se o termo existe, se não, acaba de ser inventado, tááá ?!). Daí, já que eu tava relativamente à toa, resolvi criar minha própria programação de “switching places”. De um jeito ou de outro, se pintarem coisas parecidas por aí, royalties pra mamãe aqui, faz favor. Bom, vocês me desculpem, mas é claro que a primeira idéia de programa que me ocorreu foi a óbvia, ululante, pintada de amarelo e com boá de plumas roxas, com a sirene ligada e encarapitada no alto de uma escada Magyrus :

 

STRAIGHT EYE FOR THE QUEER GUY 

 

Neste programa, cinco homens heterossexuais dão dicas para o gay que, por uma razão ou outra, ainda precisa ou acha que deve agir como straight perante família, amigos e/ou no trabalho, ou que simplesmente passou do ponto e não dá mais pinta, dá mancha e borrão, e precisa aprender a se jogar um pouco menos. Alguns dos itens abordados no programa :

 

a)      Coçar o saco é feio (tá bom, ok, é horroroso, podre, abjeto e engulhante), mas não mata ninguém e definitivamente te torna bem mais crível como hetero ;

b)      Condicionando-se a dar uma olhadinha na bunda de toda mulher entre 15 e 40 anos (a única exceção é a Vera Fischer), com mais de 50 quilos e menos de 60 – como ? as Scheyllahs pesam mais de 60 ? então tá, menos de 65 kg – que passar por você, e dependendo de quem está por perto, ainda dar uma risadinha safada ou fazer um comentário agropecuário sobre a qualidade do lombo da pessoa passante ;

c)      Em busca de pulsos e cintura duros : esparadrapo resolve ?

d)      Losin’ the rhythm : como não dançar nem bater o pé no ritmo, nem mesmo se tocarem I am what I am no último volume perto de você ;

e)      Descobrindo o prazer de uma velha camisa de flanela xadrez, do tênis encardido, da calça de cotelê coçado e da camiseta com gola relaxada, estilo boca-do-Wando;

f)        Como “combinar” papel de parede de aviãozinho com poltrona xadrez e tapete listrado, posters de bandas de rock, Ferraris e playmates e, principalmente, como enfiar 349 latinhas de cerveja debaixo da cama e do sofá sem morrer intoxicado com o cheiro ;

g)      Como comer batatinhas de boca aberta, na frente da TV, tomando cerveja, arrotando de vez em quando e assistindo XV de Jaú contra Íbis - e parecer que está gostando, ou pelo menos entendendo o que se passa ;

h)      Como ignorar mulheres. O hetero médio não conversa mais do que o estritamente necessário com mulher, pelo mesmo motivo por que não fala com vacas, frangos e porcos : ensinaram a ele, quando criança, que não se deve brincar (ou falar) com a comida ;

i)         Detalhes tão pequenos : jamais usar “I will survive” no toque do celular e nem pensar em substituir por "Oops, I did it again" ou "YMCA". Machão que é machão só coloca o toque que faz trrrim ou, no máximo, hino de clube de futebol;

j)        Vocabulário : nada de “divino”, “tudo”, “mona” ou “ah-may”, use sempre “show de bola”, “muito bom”, “gostosa”, “interessante” e outras palavras que mostrem que você não tá nem aí pra nada que não seja dinheiro, equipamentos, carro, futebol e “mulé”.



Escrito por Cynthia às 13h45
[] [envie esta mensagem]



EU, VEPÊ (parte 2)

E claro, depois desse primoooor de originalidade, é inevitável a outra visão “alternativa” clichê, com

 

THE DYKE SQUAD FOR THE GIRLIE BROAD

 

Cinco mulheres gay, entre sapatões e sandalinhas, vão ensinar a uma pattyzinha ou peruaça neurótica que só pensa na própria imagem, uuuulllltrafeminina e supersuperficial – será que isso dá “hiperficial” ? - as alegrias e delícias de ser meio macha.

 

a)     É possível sair de casa sem depilar as axilas, ou com toquinhos de pêlos nas pernas, sem morrer de culpa ;

b)     Como aproveitar a hora e meia que seria gasta no salão de beleza num bom jogo de sinuca ;

c)     Por que deixar as unhas com cutícula e sem esmalte pode ser bom para você ;

d)     A delícia que são os sapatos baixos, feios e confortáveis de bico largo ;

e)     Como falar de futebol com seu marido/amigo/namorado sem bancar a retardada e de repente descobrir que está se divertindo ;

f)       Como treinar a garganta para não enlouquecer todo mundo com seus agudos de rachar vidraça quando estiver nervosa ;

g)     Como agir pra evitar que qualquer macho da espécie, inclusive os mais mal-dotados (de cérebro, sua boba) ajam como se a tapada fosse você, sempre que você se vir forçada a pedir ajuda com algo relativo ao computador ou outro aparelho eletro-eletrônico, fazendo perguntas como “Cê olhou se tá ligado na tomada ?”

h)     É possível viver sem chapinha, estampa de oncinha e sandália plataforma de acrílico – 12 passos para a libertação;

i)        Aprendendo a curtir o som de Zélia Duncan, Adriana Calcanhoto, Cássia Eller, Ângela RoRo e Ana Carolina e a cantar acompanhando em duas oitavas abaixo do seu timbre natural;

j)       Como matar suas próprias baratas, trocar suas próprias lâmpadas, manobrar seu próprio carro naquela vaguinha impossível e como trocar seu próprio pneu sem precisar chamar nenhum homem (foi-se o tempo em que eles se ofereciam espontaneamente, beibe) e sem chorar lágrimas pretas – aliás, você nem vai estar de rímel !! 

 

Aguarde, neste mesmo blog, os trailers de nossas próximas séries : HOOKERS’ FUN FOR THE VIRGIN NUN, PRUDES’ INPUT FOR THE HOPELESS SLUT, THE MARINES’ WAY FOR PUNKS ASTRAY, BROTHERS’ THANG FOR THE KLAN MAN, THE HIPPIE STREAK FOR THE COMPUTER GEEK e muitas outras. Não perca !!



Escrito por Cynthia às 13h41
[] [envie esta mensagem]



POLITICALLY MINKORRECT

I simply loved the cruel mink's name...



Escrito por Cynthia às 07h55
[] [envie esta mensagem]



THINK PINK

Tudo bem que Goiás só tem duas estações, a seca e as águas, ou como dizia Paulo Francis – a respeito do Brasil inteiro – verão e inferno. Mas a confusão meteorológica que anda reinando por aqui tem suas vantagens : num agosto tão atípico, em que chegou a chover e fazer frio (e ainda faz, à noite, and I liiiiiiiiiiiiike it, yes I do), as árvores todas da Avenida Portugal devem ter ficado tão desorientadas que enlouqueceram, e de um dia pro outro explodiram em uma primavera tão mais linda porque tão inesperada e fora de hora. Resultado : por pouco não bato o carro hoje, os olhos presos lá em cima, em nuvens redondas de flores parecendo pipoca doce, em todos os tons de magenta, do rosa-bochecha-de-bebê ao púrpura-manto-de-cardeal. E a câmera digital do meu celular, numa hora dessas ? Será que o ladrão que a levou há exatos um ano e uma semana se lembrou de fotografar as árvores floridas ? Duvido. Mas também eu sou uma putsa pessimista.



Escrito por Cynthia às 13h12
[] [envie esta mensagem]



É DO CARECA DE QUE EU GOSTO MAIS

É impressão minha ou os agnósticos costumam ser mesmo muito mais inteligentes e divertidos que os fanáticos ? Não responda antes de ler isso aqui.

Escrito por Cynthia às 08h21
[] [envie esta mensagem]



AS BRASILEIRAS DOMINAM O MUNDO DE VEZ.

Não vou nem falar mais nada a este respeito. É fácil demais...

Escrito por Cynthia às 15h53
[] [envie esta mensagem]



CANTE COMIGO : vaga BONDA

De dia eu rondo a internet

A ler blog e postar

Em vez de trabalhar

Os jobs se empilhando na mesa

E eu nessa safadeza

Um dia eu vou dançar

Volto pra casa de noite

Pedindo tronco e açoite

Me juro que eu vou mudar

Mas no outro dia, “ói” eu lá

Ah, se eu tivesse

Quem me contivesse esse alguém me diria

Pára com isso, mulher, tu vais entrar em fria

Porém na maior displicência continuo a blogar sem me tocar

Reflito, e choro e rio com textos, imagens, notícias, sei lá

Mas algum dia, sei não,

Eu posso irritar meu patrão

E sem salário eu não vou poder pagar a conexão.

 



Escrito por Cynthia às 09h54
[] [envie esta mensagem]



I HEAR DEAD PEOPLE*

I love these dead kids.

*D'après Padre Levedo



Escrito por Cynthia às 09h10
[] [envie esta mensagem]



UM LOIRO EM MINHA VIDA

Eu desci do carro puta da vida, tentando manter os palavrões num nível não muito ofensivo para a criança - de, o que, 3, 4 anos ? – que me acompanhava, com as perninhas totalmente esticadas e os pés ainda bem longe de alcançar o fim do assento do banco do meu Uno vermelho, do ano (89 !!?), indignada com meu carro que deixava cair um pedaço tão facilmente e com os @#$&%*# dos vizinhos que insistiam em estacionar praticamente na frente da minha garagem, transformando o que deveria ser uma ré simples em vários minutos de manobras, xingamentos e, ocasionalmente, raspadas, como esta que acabava de tirar a ponteira do meu pára-choques. O fato de que isso faz no mínimo 15 anos só comprova que eu não era tão calminha na juventude quanto eu gosto de pensar. Enfim, revoltada, vermelha, me equilibrando nos meus saltos 7, (é, na época eu me vestia bem melhor que hoje), me sentei no banco do motorista, o pedaço do pára-choques na mão e ainda soltando fumacinha pelos ouvidos, e enquanto continuava a manobrar, o gatinho só me olhava, meio preocupado, do banco do passageiro – eu sei, criança é no banco de trás, mas naquela época, no pré-cambriano, nem eu nem ele sabia ou dava moral pra coisas insignificantes como segurança. My bad – com aquela carinha de patinho de desenho animado. Quando minhas orelhas pararam de arder de raiva, ele me falou, com sua melhor vozinha de acalmar rottweiler : “Tia Cynthia ?” – na verdade, isso soava mais como “Sá Tíntia”, mas enfim. Eu, ainda meio irritada : “Hum”. Ele :“Quando eu crescer, eu vou trabalhar muito, ganhar muito dinheiro, e comprar outro pára-choque pra você, tá ?” Me derreti, claro, naquela vez e em várias outras parecidas. É por isso que não adianta : por mais que ele agora tenha mais de 1m80, seja tímido, magrelo, monossilábico, fechado, aparentemente frio e eternamente blasé, eu sempre olho pro meu primeiro sobrinho e vejo o mesmo toquinho loirinho, com aquelas bochechonas que a gente tinha que se segurar pra não morder, as mãozinhas cheias de covinhas e um coração tão grande e doce que vazava em olhinhos amendoados e cor de mel. Se por acaso você passar por aqui hoje, Marco, feliz aniversário. A titia te ama.



Escrito por Cynthia às 14h35
[] [envie esta mensagem]



VERY LINDO

Teste (mais um daqueles) pra ver que gênio-louco a gente é. Olha o que deu o meu. Agora eu entendo por que é que meu gatim me ama. Ele é tarado-doido-apaixonado por esse cara... 



Escrito por Cynthia às 07h56
[] [envie esta mensagem]



TÔ À TOA

E TU, NUM TÁ ?

Se estiver, divirta-se aqui.



Escrito por Cynthia às 15h57
[] [envie esta mensagem]



MARACUGINA JÁ !!

Não vou nem invocar meu São Pasquale, beato Domingos Cegalla e espírito de Houaiss, porque eu mesma já tô invocada pacarai. A última de Boiânia é que por aqui a gramática, assim como a honestidade, parece ser algo muito relativo. Por exemplo, acabo de saber que um mísero convite que eu – sim, eu, a suposta DC, e não o estagiário – refiz seis vezes, com adendos – lííííndjeos – do cliente, e no qual acabei perpetrando frases quilométricas, aceitáveis aqui no blog (porque acá mando yo, é bom lembrar) mas que em propaganda não se deve, voltou faltando várias vírgulas. Por quê ?  Porque o cliente “não gostou” delas, achou que tinha “vírgula demais”, e o asno supersônico do atendimento não sabia, nem pra si mesmo nem pra explicar pra ele, o que era um aposto. Peraí que melhora : o gostosão também exigiu caixa alta em locais absolutamente desnecessários (deve ser complexo, já que a figura tem pouco mais de 1m50) e o atendimento pediu que não fosse corrigido, deixando do jeito que o cliente queria, ou seja, uma merda colossal, sem apostos e com vírgulas separando sujeito de predicado, com o endereço em três locais – só faltou mapinha, bússola e algum gadget com GPS, mais o telefone de um motorista pra buscar e levar os convidados – e um texto extremamente caipira, mal encaixado num layout sofisticado, para um evento idem, dirigido à classe AA. EU POSSO ?! E o pior é que o cliente, tão à vontade pra assassinar a língua portuguesa por escrito, é o mesmo que não aceita que os atores de um comercial de TV ou spot de rádio, dirigidos à classe B e à A agropecuária falem “tá”, “né”, “cê” e outros coloquialismos. Vocês entendem a lógica dele ? Nem eu.   



Escrito por Cynthia às 09h14
[] [envie esta mensagem]



LÍNGUAS ESTRANHAS

Essa quem tá no Multiply já pode ter visto, mas eu tenho que contar de novo  pra vocêssss que não quiseram abandonar o orkut : ontem, no aniversário da minha cunhadona preferida (e antes que alguém reclame, isso é porque a Suzy é a cunhadINHA preferida e o PR é meu cunhadinhO preferido, tá ?),  o gatim aproveita pra fazer um chamego na cachorrinha da família, já bem velhinha e cheia de ziquiziras, alergias, doencinhas, tadinha. Aí a Piggy – if you don’t care for pets, it’s Miss Piggy to you - se vira, dramática, olha o gatim nos olhos e, ganindo, pronuncia com extrema clareza o seguinte : MIAAUU !! Fiquei bege, areia, gelo e marfim. Agora eu vi tudo. Ms. Piggy é a verdadeira au que mia – lembrem-se de que eu nunca, nunca, nunca mesmo resisto a um trocadilho cachorro – ao, vivo, em cores e em um montão de pêlo cor de caramelo. Considerando-se que a Nina Blair recentemente, no veterinário, uivou, grasnou, bramiu, baliu e arrulhou, só posso chegar a uma conclusão : o fim do mundo se aproxima. É o appocalypse meow. (sorry, eu não agüeiiinnnto...)



Escrito por Cynthia às 14h03
[] [envie esta mensagem]



GÊMEOS IMPOSSÍVEIS

Meus gêmeos (de idades e países diferentes) preferidos : Tony Bellotto, daquela falecida banda que foi legal um dia, chamada Titãs, e o Paul Reiser, de uma das minhas sitcoms preferidas – e já há muito cancelada, claro. Por que são meus favoritos ? Porque eu gosto dos dois : são bonitos sem serem lindos-maravilhosos-enlouquecedores-vishmaria, são extremamente fofos, parecem doces, meio atrapalhados, meio aéreos, meio songuinhas... que nem o meu gatinho, purrrr. Na verdade, toda vez que assisto a uma das reprises eu "vejo" o gatim nas trapalhadas do Paul.  Ah, e além de ser ótimo ator, ele ainda toca piano, escreve roteiros, produz, fala iídiche fluentemente - e eu adooooro homem falando em línguas que eu não domino. Tirando alemão, que por alguma razão que nem eu sei gives me the creeps, eu sou que nem a Wanda do filme do peixe. Falando nisso (momento confissão), acho que do elenco de Wanda eu ainda encarava o Kevin Kline e o John Cleese também, porque adoro gente – e homem mais ainda - inteligente, engraçada e com senso de humor, e bom, cês sabem, meu lado Electra ainda não foi 100% domado ...



Escrito por Cynthia às 13h51
[] [envie esta mensagem]



EXTREMO CONTROLE MUSCULAR FACIAL

É só comigo... há dez minutos, enquanto "repassava" as críticas burras (claro que nem todas são, mas estas eram, believe me) do cliente, meu chefe-atendimento-em-diretor-de-criação falou, com sua habitual lentidão e chatice extra-lacrimogênea - pelo menos pra mim - que sim, claro, os últimos comerciais foram um sucesso, mas não era o caso de se repetir... repetir... repetir... repetir... e eu séria. Sem nem rir nem avançar nele. Eu sou uma "faquira". E quero um Oscar.



Escrito por Cynthia às 13h36
[] [envie esta mensagem]



SEBOSA

Pra quem é chegado, o sebo Livraria Osório http://www.ciashop.com.br/livronet , de Curitiba, é um barato. Não só barato como também rápido : enviei meu comprovante de pagamento na segunda e recebi os livros na terça - hoje - , antes das 16h. Além da alegria de ter em mãos livros esgotados no resto do Brasil, e velhos, porém novinhos (não, não sou do tipo de pessoa que acha estimulante, bonito e romântico ver dedicatórias, rabiscos, sublinhados e anotações de desconhecidos nos meus livros, tanto que nunca faço isso também, por respeito aos próximos donos –  próximos over my dead body, literalmente, mas enfim), peças raras, ainda tem o prazer menor, mas muito presente, de ver que gastei menos com 4 livros excelentes do que gastaria com dois meia-boca numa Siciliano da vida. Procês terem uma idéia, o mais caro da minha remessa foi o Sedex, por 23 paus. O mais barato, Taste and other stories, do Roald Dahl, por R$ 7,00. Alergia a mofo, eu ? Ha ! (tchim !! tchim !!! tchim !!!!)



Escrito por Cynthia às 14h40
[] [envie esta mensagem]



A HORA DOS RUMINANTES

Isso é pra não dizerem que eu só reclamo da propaganda daqui de Boiânia : tem coisas feitas por agências nacionais, por criadores que possivelmente têm a metade da minha idade e o triplo do meu salário que francamente... Eu não teria coragem de mostrar pro diretor de criação um trem daqueles. Tem uma de um caldo de costela Knorr – ou Maggi, eu nunca sei, mesmo tendo comprado, APESAR do comercial, e é até gostosinho, mas pra quem se acostumou com caldos com 0% de gordura, é meio assustador ver a quantidade de banha que tem num cubinhozinho daqueles – que me dá engulhos quando vejo. São várias cenas de pessoas cuidando de suas vidas, quando sentem um cheirinho do refogado, cozido, goulash, sei lá eu, feito com o tal caldo. Imediatamente, todos eles começam a mastigar, como se tivessem resolvido comer a própria língua ou, pior, dado uma leve regurgitada pra se lembrar do almoço, feito bichos herbívoros com mais de um estômago. Tá, eu sei que fui nojenta, mas ainda acho que o criador, o DC, o executivo da conta, o cliente e a sogra dele também foram, deixando isso passar. Eu, se fosse da família do J.J. Veiga, processava esse povo.



Escrito por Cynthia às 14h00
[] [envie esta mensagem]



A NINA NÃO ESTÁ SÓ

Olha só o que é a fama : basta um gato surtar num vôo e assustar passageiros, piloto e copila a ponto de fazer o avião voltar pro aeroporto – hahaha - que já recebo e-mails falando que o lindinho deve ser parente da Nina (que aliás, já está aparentemente pronta pra outra, pulando feito uma doida e perseguindo tudo que se move, inclusive a própria sombra, graaaaaaaaaaaças a Zeus). Conversa. Pela descrição e pela lindura do bicho, acho que era clone do Dimitri, meu amor "platônico" - mas deixa a Cam se distrair...



Escrito por Cynthia às 13h47
[] [envie esta mensagem]



THEY COME IN THREES

E só pra encerrar a trilogia burra (aliás, mais sacaninha do que burra, porque ninguém pode ser tão tolinho assim - mas ainda assim burra bilíngüe, já que a tradução do nome do castelo do He-Man, que eu saiba, não seria aproximadamente "A Vaca de Grey", mas sim o "Crânio Cinza") :

(Aqui vinha uma foto, que eu tirei, porque tava desconfigurando todo o meu template, de uma prova de biologia, em que a pergunta "Qual a principal função do esqueleto ?" era respondida, com uma letrinha escrotinha, com a mimosa frase "Invadir o castelo de Greyscow !". Eu sei que o relato não é a mesma coisa, mas vocês vão ter que acreditar em mim, é a puta verdade.)

 



Escrito por Cynthia às 16h20
[] [envie esta mensagem]



UM DIA TUDO ISSO SERÁ SEU

E já que desde o último post eu tô bancando a professora de português velha e chata mesmo, olha outra, esta num grupo de publicitários, que já me deu muita raivinha uns meses atrás : um garoto, recomendando o Fahrenheit 9/11, disse que ele "reascende" discussões e que todos nos deveríamos ir ver este "reacionário" (?) documentário. O pior é que esse garoto é dos melhores da nova geração. O melhor é que ele é diretor de arte. Mas tem redatores escrevendo beeeeeem pior...



Escrito por Cynthia às 13h28
[] [envie esta mensagem]



XEGÕ HUN ISPÃ

Não basta ser spam, tem que arregaçar : o último que chegou aqui tinha como assunto "Aumente sua renda", como tantos outros. Até aí, normal. Só que o "aumente" tava escrito com !! Isso mesmo, "almente". Eu mereço ?!

Escrito por Cynthia às 07h51
[] [envie esta mensagem]



MEMOREX

O mais difícil em época de eleições é a quantidade absurda de números e nomes que a gente é obrigada a decorar... pra não correr o menor risco de votar, nem  por acaso, num desses filhos da mãe que soltam foguetes no sábado de manhã, entopem o trânsito com suas “carreatas” e, last but not least, sujam nossos olhos com suas caras feias e nossos pobres ouvidos com seus jingles de 5ª categoria, espalhados pela cidade através da mais abjeta, infame e odiosa de todas as mídias : o carro de som. Acho que vou comprar um caderninho preto.



Escrito por Cynthia às 07h46
[] [envie esta mensagem]



SLASH PREVENTION - Serviço de Utilidade Pública

Se a sua onça, ops, gato, também não toma comprimido nem à custa de reza braba, moa o dito-cujo (o comprimido, não o gato) até virar pó - apertar entre duas colheres é fácil e rápido - , dilua num pouco da água que vem na latinha do atum light, coloque numa seringa SEM agulha, menos de 0,10ml sempre, e com o gato no colo, vá apertando o êmbolo beeeeeeeeeeeeeeeeeeem devagar, aos pouquinhos, no cantinho da boca do gato. Se ele for tarado por atum como a Nina, devagarinho ele vai lambendo tudo até engolir o remédio todo. Só não ponha muito líquido, porque quando ele acha que já está satisfeito, não tem São Chiquinho que dê jeito. Se não funcionar, sorry, folks. Com a gente está indo bem até agora. Se der certo, favor enviar os royalties para a titular deste blog. Para calcular o valor, some os band-aids, antissépticos e analgésicos que você teria que tomar e multiplique pelo número de vezes ou dias que seu gato teria que ser medicado. Bônus de gratidão eterna serão aceitos com sorrisos meigos e olhos modestamente baixos.



Escrito por Cynthia às 09h16
[] [envie esta mensagem]



É TÃO FÁCIL ME FAZER FELIZ...

Depois de meses passando vontade, importunando amigos e conhecidos sem sucesso, consegui ! A Thaís (estagiária da Arte) foi ver o namorado em Atlanta e na volta trouxe Jelly Belly pra mim !!!!  Pouquinha coisa, menos de 300g, mas além de ter sido a sweet gesture, também deixou meu sweet tooth à mostra, já que to rindo à toa. Tão vendo só como eu sou baratinha ? Um pacote de balinhas (49 assorted flavors, hmmmmm) me ganha. Minha sorte é que além de ser menina-mulher fêmea do sexo feminino, quando eu tinha 10 aninhos o Michael Jackson também era criança...



Escrito por Cynthia às 08h59
[] [envie esta mensagem]



SLASH

A ótima notícia é que a Nina está melhor, parou de chamar o Hugo e a veterinária deixou a gente dar os antibióticos pra ela via oral, sem injeções nem (excessivas) complicações. A boa notícia é que o gatim é quem dá os comprimidos, já que ele é que tem o know-how - e os cojones - pra isso. A má notícia é que ela está destruindo a epiderme do gatim. Com duas doses, ela já tatuou jogos-da-velha, dragões chineses e a Madonna de corpo inteiro nos braços e pernas do meu bem. Mas amor paterno é assim mesmo, e se ele já falou pra mim "Eu morro arranhado mas não largo a minha gata" (é, o amor é cego, manco etc.), vai ter que valer pra ela também, né ? E não, ainda não estamos pensando em substituí-la por um quelônio.



Escrito por Cynthia às 13h41
[] [envie esta mensagem]



SÓ PARA COROAS

Lembra aquela minha teoria (ilustrada por Marta Suplicy + idade = Courtney Love) de que a natureza se cansa de fazer tantas caras diferentes e às vezes começa a repetir ? Eu tenho cada vez mais certeza de que estou certa. Quem tem mais de 35 deve se lembrar da Susan Dey, a Laurie da Família Dó Ré Mi. E não é que a Ronaldona é a cara dela ?! Com mais tempero, mas é. Confere aí :



Escrito por Cynthia às 10h12
[] [envie esta mensagem]



SÓ DÁ MARILYN (aquela gorda)

Happy birthday to you, happy birthday to you...

ou

So if you feel romantic, laddy

Let me warn you from the start

That my heart belongs to daddy

And my daddy belongs to my heart

Meu primeiro amor tá fazendo aniversário hoje. Setenta anos com carinha de 55, pobre por ser honesto, seco e azedo por fora, doce e derretido por dentro, machista por criação, feminista de coração, coração de ouro, pés de barro, cheio de qualidades, pleno de defeitos, meu espelho, meu público-alvo, meu Agamêmnon dividido por três Electras. E a quem eu só consigo fazer declaração de amor quando ele não tá olhando (ele não lê e nem sabe o que vem a ser blog, so I’m safe.) : pai, você é o meu herói, e sempre vai ser. E eu te amo tanto que é até contagioso : meu marido também ama você.



Escrito por Cynthia às 09h14
[] [envie esta mensagem]



E COMO SE NÃO BASTASSE...

... e pra somar o insulto à injúria, o patrãozim tá de volta, mais indeciso (e cheio de idéias) do que nunca. Vamos logo pra religião que o trem tá feio com um buraco no meio : Jesus, me abana. Não deixa eu voar nele não, que a conta do veterinário vai ser alta e eu preciso desse emprego. Senhor, escutai nossa prece...



Escrito por Cynthia às 14h32
[] [envie esta mensagem]



CAT SCAN

Diagnóstico ainda impreciso, com 90% de chances de infecção urinária, Nina ainda no veterinário para exames mais completos, eu aqui desesperada e o prognóstico mais favorável é de que eu tenha que dar nada menos que 14 injeções de antibiótico na minha menininha na próxima semana. Sim, duas por dia, no less. Se eu não morrer antes. E se ela deixar que eu chegue a menos de 50 metros dela depois do 2º dia. E eu que achei que tendo um bichinho estava livre de “desfiar fibra por fibra o coração”... Ha. Nem da breguice terminal eu escapei. Mas eu me conformo : quem nasceu pra neurótica não vira mesmo zen assim tão fácil... mais um pouquinho e eu vou me esquecer de que também sou agnóstica e pedir uma forcinha pro Chiquinho. Aquele mesmo, o de Assis. Oh, boy.



Escrito por Cynthia às 14h29
[] [envie esta mensagem]



LOVE HURTS

Sem nada de especialmente errado no exame de sangue e com o ultra-som não muito claro, tivemos que marcar mais uma consulta, hoje, pra minha gata bulímica, e pra que ela não sofresse tanto e não ficasse desidratada e/ou subnutrida durante o finde, a veterinária receitou Plasil. Passei o fim de semana sofrendo, ou como diz a Sonara, sofreiiiiiiinnnndo. E já que comprimidos, além de praticamente impossíveis de se dar pra gato, ela certamente vomitaria também, a receita foi de injeção, pra ela parar (na verdade foi só diminuir) os vômitos. Uma dose a cada 12 horas, o que significou 4 picadas entre sábado à tarde e hoje de manhã. Uma foi desastrosa, uma perfeita, uma boa e uma passável. Nem vou dizer quem deu a desastrosa (sorry, amore...), que machucou a menininha com umas 4 picadas – as 3 últimas com a ponta da agulha provavelmente já cega – e arranhou todo o enfermeiro improvisado, mas depois que invertemos as posições (quero dizer, ele segurava a gata, eu aplicava a injeção) as três que eu dei quase-quase doeram mais em mim do que nela. Suei na nuca, minhas mãos gelaram, meu estômago deu um nó cego e o coração ficou apertado a cada vez, mas eu consegui. E fiquei ainda mais fã da fofinha. No começo, assim que a gente a solta, ela corre e se esconde num dos armários da cozinha, mas depois de algum tempo já começa a voltar às boas, e por fim já tá de novo toda amorosa, passando os bigodinhos na perna da gente, enfiando a cabeça nas nossas mãos distraídas atrás de carinho, dando seus maravilhosos beijinhos sequinhos. Não sei se é memória curta ou se ela é realmente um “ser humano” (hohoho) melhor que eu. Mas eu bem que gostaria de conseguir esquecer assim tão rápido o que – e quem, e por que – me magoa. Quem sabe na próxima encarnação eu não evolua e venha gata ?



Escrito por Cynthia às 10h04
[] [envie esta mensagem]



[ ver mensagens anteriores ]





Meu perfil
BRASIL, Mulher, de 46 a 55 anos, Portuguese, English, Cinema e vídeo, Livros


 


Histórico
01/05/2017 a 31/05/2017
01/02/2017 a 28/02/2017
01/01/2017 a 31/01/2017
01/11/2016 a 30/11/2016
01/09/2016 a 30/09/2016
01/06/2016 a 30/06/2016
01/05/2016 a 31/05/2016
01/04/2016 a 30/04/2016
01/02/2016 a 29/02/2016
01/11/2015 a 30/11/2015
01/09/2015 a 30/09/2015
01/08/2015 a 31/08/2015
01/07/2015 a 31/07/2015
01/06/2015 a 30/06/2015
01/03/2015 a 31/03/2015
01/11/2014 a 30/11/2014
01/10/2013 a 31/10/2013
01/09/2013 a 30/09/2013
01/05/2013 a 31/05/2013
01/02/2013 a 28/02/2013
01/10/2012 a 31/10/2012
01/08/2012 a 31/08/2012
01/07/2012 a 31/07/2012
01/05/2012 a 31/05/2012
01/02/2010 a 28/02/2010
01/01/2010 a 31/01/2010
01/12/2009 a 31/12/2009
01/09/2009 a 30/09/2009
01/07/2009 a 31/07/2009
01/06/2009 a 30/06/2009
01/05/2009 a 31/05/2009
01/04/2009 a 30/04/2009
01/03/2009 a 31/03/2009
01/02/2009 a 28/02/2009
01/01/2009 a 31/01/2009
01/12/2008 a 31/12/2008
01/11/2008 a 30/11/2008
01/10/2008 a 31/10/2008
01/09/2008 a 30/09/2008
01/08/2008 a 31/08/2008
01/07/2008 a 31/07/2008
01/06/2008 a 30/06/2008
01/05/2008 a 31/05/2008
01/04/2008 a 30/04/2008
01/03/2008 a 31/03/2008
01/02/2008 a 29/02/2008
01/01/2008 a 31/01/2008
01/12/2007 a 31/12/2007
01/11/2007 a 30/11/2007
01/10/2007 a 31/10/2007
01/09/2007 a 30/09/2007
01/08/2007 a 31/08/2007
01/07/2007 a 31/07/2007
01/06/2007 a 30/06/2007
01/05/2007 a 31/05/2007
01/04/2007 a 30/04/2007
01/03/2007 a 31/03/2007
01/02/2007 a 28/02/2007
01/01/2007 a 31/01/2007
01/12/2006 a 31/12/2006
01/11/2006 a 30/11/2006
01/10/2006 a 31/10/2006
01/09/2006 a 30/09/2006
01/08/2006 a 31/08/2006
01/07/2006 a 31/07/2006
01/06/2006 a 30/06/2006
01/05/2006 a 31/05/2006
01/04/2006 a 30/04/2006
01/03/2006 a 31/03/2006
01/02/2006 a 28/02/2006
01/01/2006 a 31/01/2006
01/12/2005 a 31/12/2005
01/11/2005 a 30/11/2005
01/10/2005 a 31/10/2005
01/09/2005 a 30/09/2005
01/08/2005 a 31/08/2005
01/07/2005 a 31/07/2005
01/06/2005 a 30/06/2005
01/05/2005 a 31/05/2005
01/04/2005 a 30/04/2005
01/03/2005 a 31/03/2005
01/02/2005 a 28/02/2005
01/01/2005 a 31/01/2005
01/12/2004 a 31/12/2004
01/11/2004 a 30/11/2004
01/10/2004 a 31/10/2004
01/09/2004 a 30/09/2004
01/08/2004 a 31/08/2004
01/07/2004 a 31/07/2004
01/06/2004 a 30/06/2004
01/05/2004 a 31/05/2004


Outros sites
Gatim Forever
Fal
Scarlet Cam
Crônicas Urbanas
Ma Helena & Chris
Smorgasblogs
Fridas
Marcio Gaspar
Avant dernière
Zeno & Pinto
Ratapulgo
Mau humor
Mme Mean (& Belly !)
Max
O Bagaço da Laranja
Inagaki
Solange
Jean Boechat
Rozzana
Malvados
Catarina (with a ghostwriting mum)
Yara
Milton Ribeiro

rmx, el pupo et al
Catarro Verde
Cláudia Lyra
Patty Diphusa
Blog da Xará
Dito assim
Hermenauta
Paula
Claudio Luiz
l.
Carla
He Is Evil
Edu
Kris
Lu
Renata
Idelber
Lola
Pausa
Sambambaia psicótica
Rubão
Beth
LuiGu
Tec
Silvana
Uh Baby
Celinho
Dalva
Carol
Reverberações
Adrina
Viking Zen
Deh
Zé da Goma
Bela
Calexico
Googa Alayon
Meg Marques
Nervocalm gotas
Non importa dove
Tati Perolada
Pedro
Jojo
Dra. Cristiane
Tuca
Pat Köhler
Marcos VP
Cyn City - The old town
BBC (Ivan Lessa)
Mutts
Post a secret
Cattoons
Orneryboy
Her !
Rose is Rose
Clientcopia
Comix w/o words
Cute (kids') games
AJUDE O INSTITUTO CISNE
Zé Simão







UOL
adopt your own virtual pet!